sábado, 4 de junho de 2011

Diário de quem vos fala (Primeira Vez)

"A primeira vez a gente nunca esqueçe"


Eu tinha 15 anos quando me aceitei.
Eu tinha 15 anos quando comecei a acessar salas de Bate Papo.
Eu tinha 15 anos quando um homem me chamou para sair.


Com 15 anos eu não tinha medo de nada.
Com 15 anos eu queria conhecer o mundo.
Com 15 anos eu não me importava com o que as outras pessoas iam pensar.
Com 15 anos eu tive minha primeira relação sexual com outro homem.


Não me lembro dos detalhes. As únicas memórias que me vem a cabeça são alguns flashs.
Me lembro de ter me cadastrado no falecido Uol Amigos e que la conheci um cara que me chamou para sair. A imagem de mim mesmo sentado na arquibancada da quadra da escola pensando sobre esse fato não me sai da cabeça.
Naquele dia eu estava super nervoso e super ansioso. Combinamos de nos encontrar em um Shopping perto da minha casa.


Naquele dia choveu pacas. Ele se atrasou. Quando chegou me cumprimentou e me chamou para ir até seu carro. Eu corri pelo estacionamento embaixo da chuva e chegamos até seu carro, entramos e não lembro de muita coisa até o vidro estar embaçado. Ele olhou para mim e perguntou:
- Você já ficou com outro cara?
- Não.
Diante da minha resposta ele me beijou. O beijo durou poucos minutos. E depois disso ele me perguntou:
- O que achou?
- Normal. A unica diferença é a barba.


Novamente não me lembro de muita coisa além das avenidas indo em direção a Osasco. Fomos para algum lugar escuro e propicio para consumar o ato. Depois disso me lembro da posição desconfortável no Kadete e de não sentir nada ao ser penetrado.
O problema foi depois, nos dias que se seguiram tive sangramentos e fiquei desesperado, cada ida ao banheiro era um martírio para mim.


Depois de muito tempo descobri os efeitos da Xelocaina. Me lembro deste namorado ter dito que iria usar a Xelocaina, eu inocente não contestei e devido a isso não senti nada na hora, mas depois as consequências foram terríveis.
Mas superei esses fatos, a pessoa com a  qual perdi minha virgindade foi a que namorei por cerca de seis meses. Talvez eu fale mais sobre isso... Ou não.

Nenhum comentário:

Postar um comentário